Voltar
Bioma Natural

Pantanal Mato Grosso do Sul

PÉROLA DO PANTANAL

Situado as margens do Rio Paraguai, a história de Ladário inicia com a chegada do Sertanista João Leme do Prado em 2 de Setembro de 1778, tinha como propósito de construir fortes para defesas, por ordem do Capitão General Luiz de Albuquerque e Mello Pereira e Cáceres, Governador da província de Mato Grosso.
Só com a chegada do Arsenal da Marinha em 1825, Ladário começou a se desenvolver e se urbanizar com abertura de ruas e travessas.    
Nos anos 50 Ladário possuía bons índices legais para sua Emancipação Política. Ladário ganhou sua emancipação política ? administrativa pela Lei Estadual nº 679, de 11 de Dezembro de 1953, cuja instalação foi efetuada em 17 de Março de 1954.
Ladário e um município que possui uma população hospitaleira e festeira, festas que foram trazidas pelos marinheiros que procuravam diminuir a saudade da terra natal, trazendo as tradições e a cultura, do povo carioca e nordestino.
Ladário também sofreu influencia dos vizinhos paraguaios e bolivianos, na culinária, com pratos típicos tem o costume de bebe o tereré em roda de amigos.

Principais distâncias:

Campo Grande - 425km
Corumbá  - 5 km do centro
Fronteira Brasil/Bolívia - 12 km
Acesso pela BR 262 que se encontra em boas condições, possuído um pedágio na ponte sobre o Rio Paraguai.
Possui a Linha de Ônibus Campo Grande x Ladário da empresa Andorinha
Esta a 7 km do Aeroporto Internacional de Corumbá


Principais atrativos:

- Pesca Esportiva no Rio Paraguai: agências de pesca localizadas na região do Porto Ecológico de Ladário, realizam serviços de barcos hotéis para pescarias.
- APA Baia Negra: Área de Proteção Ambiental, de uso sustentável, tendo como atrações comidas típicas, artesanatos locais, trilhas, mirantes, turismo voltado à pesca e lazer, pelo valor atrativo de seus recursos hídricos, como rio Paraguai, a baia do Arrozal e a baia Negra, além de sua rica biodiversidade e beleza cênica inconteste.
- Estrada da CODRASA: as margens do Rio Paraguai onde se encontram várias pousadas com toda infraestrutura para pescaria e via de acesso para APA Baia Negra. 

- 6° Distrito Naval: O Arsenal da Marinha chegou a Ladário em 1825. Na entrada do arsenal foi construído um portão de alvenaria em forma de arco, sendo semelhante ao Arco do Triunfo, localizado em Paris/França.

- Santuário Diocesano de Nossa Senhora dos Remédios: A imagem de Nossa Senhora dos Remédios proveniente do Recife, que por sua vez vindo da Espanha ou da França. Teve construída em sua homenagem uma igreja, que teve lançada sua pedra fundamental em 02 Setembro de 1878 e sendo concluída em 1898.
- Praça Gastão Brasil: localizada na área central de Ladário ao lado do Santuário a praça onde se encontra a Locomotiva 01 conhecida como trem Maria Fumaça, que desbravou a região trazendo o minério do Urucum ao Porto de embarque que foi trazida pelos ingleses que faziam a exploração no início do século.


- Praça Irmã Regula: Localizada na área central da cidade, na praça se encontra a  estátua da Irmã Maria Regula Huber, nascida na Alemanha Ocidental em 1911 chegou em Ladário em 26/06 de 1942 a bordo do navio Fernandes Vieira e fundou a escola São Miguel trazendo um novo impulso ao conhecimento na cidade, a praça possui quadra de vôlei de areia, basquete de 4x4, bocha e academia.  
- Avenida 14 de Março: Principal avenida da cidade, localizada na área Central que inicia no Arco da Marinha ate os limites com a cidade de Corumbá, e avenida do comercio local e onde acontece o Carnaval de rua e os desfiles de aniversário da cidade 2 de Setembro e desfile de 7 de Setembro.      
- Mirante do Pantaneiro: próximo à barranca do Rio Paraguai e também está eternizado através de um busto, a homenagem ao maior escultor de todos os tempos da cidade de Ladário, João Lemos de Barcellos, no Mirante se encontra escadinha que dá acesso a região Porto Ecológico, região muito procurada para contemplação.    
- Casa do ?Seu Sebastião?: Sebastião de Souza Brandão nasceu no berço dos ?cururueiros?, tocador e produz a viola de cocho, trabalha em seu quintal. Sempre aproveita toda madeira que encontra pela cidade quando é realizado o corte de alguma árvore.  
- Praça do Cristo Redentor: na Avenida Getúlio Vargas onde se encontra o monumento do Cristo Redentor de braços aberto para receber os visitantes na cidade.
- Feira Livre de Sábado: onde se vende frutas, verduras, hortaliças, roupas, eletrônicas e o tradicional pastel.      


Rede Hoteleira:

Possui Hotéis e pousadas na área central e também hotéis pesqueiros na região da estrada da CODRASA.


Gatronomia:

Churrasco de buraco, arroz carreteiro, peixe frito, macarrão pantaneiro, sarrabulho, saltenha, paçoca de carne seca, arroz boliviano, feijoada, pastel, caldo de cana, peixe urucum, caldo piranha, caldo de feijão, sopa paraguaia e chipa.


Dicas para o turista:

O que trazer: máquinas fotográficas, binóculos, mochilas pequenas, protetor solar, repelente de insetos, capa de chuva, calças compridas para passeios a cavalo, chapéus ou bonés, botas ou tênis, e roupas confortáveis para caminhadas e agasalhos para não ser surpreendido por uma queda brusca de temperatura.
É obrigatório estar munido de Autorização Ambiental para a prática da pesca cujo formulário está disponível nas agencias do Banco do Brasil no Estado, ou podem ser obtidos via internet através do site: www.imasul.ms.gov.br.
Temporada de Pesca no Rio Paraguai e de março a outubro.